10 Curiosidades sobre o Teatro no mundo

Juntamos algumas curiosidades sobre o teatro ao redor do mundo.

O teatro já foi censurado no Brasil


A partir da década de 60, o país viveu uma era criativa no fazer teatral, e justamente por isso foi censurado no período da Ditadura Militar. Na época, relatos de peças invadidas pela polícia, agressões e sequestros de atores eram comuns.

Apesar de perseguido, o teatro teve o papel fundamental na resistência cultural, tornando-se cada vez mais compromissado com assuntos sociais e políticos.


Nelson Rodrigues é o percussor do teatro moderno brasileiro


Foi com a estreia de “Vestido de Noiva”, que conta a história de uma jovem atropelada que relembra os conflitos com a irmã, peça teatral de Nelson Rodrigues, que a crítica considerou o início do teatro moderno no Brasil, em 1943.

A grande novidade proposta pelo autor foi a montagem, que misturava os tempos presente, passado e futuro. Além disso, o diretor polonês Ziembinski trouxe de fora elementos novos, como a iluminação, o cenário e a interpretação expressionista-naturalista.


“Romeu e Julieta” é a peça de teatro mais famosa do mundo


O clássico de William Shakespeare é o mais lembrado quando se fala em teatro em todo o mundo. Uma curiosidade sobre teatro: a peça não é apenas sobre uma história de amor impossível entre dois jovens, mas também sobre a razão filosófica e os prazeres mundanos. Já a peça mais montada é o clássico Hamlet, também de Shakespeare.


Existem mais de 1.200 teatros no Brasil


De acordo com o relatório Cultura em Números, do Ministério da Cultura, em 2010 a maior parte dos teatros se concentrava na região Sudeste, no eixo Rio-São Paulo. No entanto, todo o país conta com locais que são referência para essa arte.


Imagem: Reprodução


Não se sabe ao certo qual foi a primeira peça teatral


Nenhuma teoria sobre a origem do teatro pode ser comprovada, pois existem poucas evidências. Especulações afirmam que o primeiro evento similar ao teatro data de 2.500 AC no Egito Antigo e se trata de um diálogo sobre o mito de Osíris e Ísis.


Teatro somente para homens?


No início da história do teatro, as peças eram encenadas somente por homens e as mulheres não podiam fazer parte. Devido à essa restrição, papéis femininos eram encenados por homens portando máscaras e vestimentas especiais.

Somente a partir do século XVII as mulheres puderam atuar e passaram a fazer parte dos espetáculos.



Imagem: Mídia Wix


Nova Iorque, a capital do teatro


Segundo levantamentos feitos no final de 2019, Nova Iorque é a capital recordista em quantidades teatros no mundo, superando a marca de 400. Além disso é tida como a maior relação de assentos per capita.

Já no Brasil, quando somamos os números de São Paulo e Rio de Janeiro, nos aproximamos dos 300 teatros e ainda segundo pesquisas, São Paulo chega a receber em média 100 espetáculos simultaneamente.


O teatro no Brasil se iniciou como ferramenta de colonização


Quando os portugueses chegaram ao Brasil, em 1500, eles buscaram diferentes formas de doutrinar os indígenas para conseguirem colonizar nosso país da melhor forma possível, para eles. Foi então que eles repararam que longos sermões não mudavam os comportamentos dos nativos e passaram a se utilizar de representações para terem mais sucesso.

Antes da chegada dos portugueses, os indígenas já possuíam costumes artísticos voltados para música e dança. Se utilizando disso, os colonizadores perceberam que cativar os nativos através da arte seria muito mais eficiente.

Foi então que peças de cunho puramente pedagógico passaram a tomar forma, onde o que estava em foco não era a interpretação ou a produção do espetáculo e sim ensinar a forma como os nativos deveriam se portar.


O primeiro teatro do Brasil


Primeiramente, é importante ressaltar que já existiam alguns pequenos teatros espalhados por São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia e Maranhão antes do Decreto de 1810. Dentre eles, podemos citar a Casa da Ópera em Ouro Preto (MG), o Teatro São João em Salvador (BA) e o Teatro União, em São Luís (MA).

Entretanto, o primeiro Grande Teatro brasileiro foi o Real Theatro São João, no Rio, que foi inaugurado em 1813. O edifício sofreu alterações em sua estrutura devido a três incêndios e precisou passar por reformas e até reconstruções. Além disso, mudou de nome algumas vezes — o mais conhecido deles foi Teatro São Pedro. A partir de 1923, passou a ser conhecido por sua alcunha atual: Teatro João Caetano.

Esse teatro é um local muito importante para a história do Brasil, pois foi lá que a primeira Constituição foi assinada. Atualmente, também é conhecido por sua versatilidade, uma vez que recebe peças de gêneros bastante variados. O prédio fica localizado na Praça Tiradentes, no Centro Histórico do Rio de Janeiro.


Imagem: Reprodução

As peças teatrais mais famosas do país


Conheça, agora, as principais obras dramatúrgicas brasileiras, sucesso de público e crítica.


O Juiz de Paz na Roça

É a primeira comédia de costumes brasileiro, tem 23 atos e foi escrita por Martins Pena em 1838 — é considerada uma das melhores obras dramáticas do Brasil, com críticas sociais aos costumes do Rio de Janeiro. Sua primeira encenação nos palcos aconteceu em outubro de 1938.


O Auto da Compadecida

De Ariano Suassuna, foi encenada para primeira vez em 1956, em Pernambuco, e dirigida por João Cândido. Seu sucesso se deu ao misturar de maneira inteligente elementos do barroco católico e da cultura popular, passando pelo cordel e pela comédia. Em 1999 virou filme e é celebrado até hoje.


O Pagador de Promessas

Escrita por Dias Gomes, teve sua estreia em 1960, no Teatro Brasileiro de Comédia, em São Paulo. Seu filme homônimo foi escrito por Anselmo Duarte e lançado em 1962 — o longa levou a Palma de Ouro no Festival de Cannes, na França.


A Partilha

Esta é a obra mais atual da lista e foi escrita e dirigida por Miguel Falabella em 1991. A comédia dramática ficou 6 anos em cartaz e foi encenada em 12 países, o que levou a uma continuação em 2000: A Vida Passa, também de autoria de Falabella.

Como pudemos perceber, o cenário teatral brasileiro possui uma história muito rica e diversa, com opções que agradam todos os gostos e idades. Apesar da forte influência europeia, principalmente francesa, aos poucos os dramaturgos encontraram sua voz e transformaram o teatro em uma arte bastante democrática.


Fonte das Informações:

-Brasil Escola

-Teatro Brasileiro

-Info Escola


Teatro Eva Wilma - Administrado por Cia Tearte

Rua: Antonio de Lucena, 146 - Tatuapé - São Paulo/SP

(11) 2090-1650  | (11)2293-8766

WhatsApp : (11)9.9008-7579 

promoevawilma@gmail.com