Dia das mulheres | Conheça a história das mulheres no teatro brasileiro

Hoje é dia das Mulheres e não poderíamos deixar de homenagear mulheres que fizeram história no Teatro brasileiro.

O Teatro assim como diversas outras manifestações culturais, eram proibidas para as mulheres desde o seu surgimento e popularização. Dessa forma, homens interpretavam todos os papéis presentes na peça.

No Brasil isso repercutiu no século XVII (entre 1601 e 1700) quando a rainha Maria I de Portugal, declarou uma lei que proibia papéis femininos em apresentações em escolas com exceção de representações de santas. Com a justificativa de preservar a juventude e evitar que os meninos tivessem paixões precoces.

Foi somente em 1794 que Pedro Pereira Bragança, abriu um pequeno teatro com Maria Benedita de Queiros Montenegro como representante dos espetáculos. Porém, pouco tempo depois o estabelecimento foi fechado por falta de público.

Tempos depois, com a chegada de D. João VI no Brasil, este trazendo diversas atrizes europeias. Tornando assim, a presença de mulheres mais comum nos palcos.

Nomes como : Eugênia Câmara (atriz, poetiza, tradutora e autora dramática), Adelaide Amaral (dramaturga), Estela Sezefreda (estrela do teatro da escola romântica no Brasil) e Ismênia dos Santos (matriarca do teatro brasileiro). Sem deixar de lembrar das duas grandes personalidades do século XX/XXI: Maria Clara Machado para o teatro infantil e Chiquinha Gonzaga na área de composições para teatro.