Entenda as fases da Pandemia

No dia 11 de março, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que a Covid-19, doença causada pelo coronavírus (SARS-Cov2), é uma pandemia, ou seja, uma epidemia que se espalha por grandes territórios do planeta. Epidemias são doenças de caráter transitório, que atingem grande número de indivíduos. Esse processo passa por algumas fases.


Fase 1 - Preparação e alerta

Ausência de casos de infecção em pessoas por vírus da gripe em circulação nos animais.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) recebe o alerta para o surgimento de uma síndrome diferente em propagação num território específico. É nesse estágio que o país se organiza para receber e tratar os primeiros casos.


Fase 2 - Contenção

Casos de infecção humana por vírus da gripe de origem animal (animais domésticos e selvagens), representando potencial ameaça pandêmica.

A partir dos primeiros casos, começa-se a garantir o isolamento rápido e o monitoramento de todas as pessoas que tiveram contato com algum infectado, para garantir que a pessoa esteja ciente do risco e fique isolada.


Imagem: Mídia Wix


Fase 3 - Transmissão sustentada


Casos esporádicos ou pequenos de infecção humana por vírus da gripe de origem animal, ou de rearranjo humano-animal, mas sem transmissão suficiente entre pessoas para causar surtos na comunidade.

Quando os casos importados começam aumentar muito e pessoas assintomáticas ou com sintomas leves continuam circulando no território, o vírus se propaga e fica impossível rastrear todas as pessoas que tiveram contato com alguém infectado. Normalmente só se percebe esse estágio a partir do surgimento de um quadro grave.



Imagem: Reprodução


Fase 4 - Vírus se espalhando

Surtos sustentados na comunidade, pelo menos num outro país e numa outra região da OMS, causados pelo mesmo vírus, em acumulação com os critérios definidos nas outras fases. É necessário liderar e coordenar os recursos multissetoriais para diminuir os impactos sociais e econômicos, atualizar, de forma contínua, a informação para a população em geral e para as partes interessadas sobre a situação da pandemia e sobre as medidas para minimizar o risco.


Imagem: Mídia Wix


Fase 5 - Distanciamento Social

Distanciamento social são medidas adotadas para limitar o convívio social com o objetivo de reduzir a propagação de determinada doença. A adoção de medidas desse tipo é essencial para evitar que se aumente o número de casos de pessoas doentes, reduzindo-se a necessidade de internações e evitando, assim, uma sobrecarga no sistema de saúde.


Imagem: Reprodução



Fase 6- Recuperação


Redução dos níveis de gripe pandêmica, na maioria dos países com vigilância adequada, para níveis inferiores. É necessário atualizar regularmente a informação para o público e outros interessados sobre quaisquer alterações do estado da pandemia, avaliar a eficácia das medidas utilizadas, de forma a atualizar orientações técnicas, protocolos ou algoritmos usados durante a pandemia.

Após conseguir reduzir bastante os casos de transmissão, as atividades já podem voltar ao normal, mas a doença continua presente na população, como é o caso da gripe comum. Nesta fase é essencial o fortalecimento dos serviços de saúde e instituições de pesquisa para entender como a doença pode se comportar no futuro, e nos preparar para caso outras doenças ocorram.


Imagem:Mídia Wix



Fonte das informações:

- Ministério da Saúde

-UNB Notícias



358 visualizações

Teatro Eva Wilma - Administrado por Cia Tearte

Rua: Antonio de Lucena, 146 - Tatuapé - São Paulo/SP

(11) 2090-1650  | (11)2293-8766

WhatsApp : (11)9.9008-7579 

marketing@teatroevawilma.com